Branco, índio ou negro?

Por Rose Vitório

(Censo )

Censo -Branco, pardo ou negro?

Brasileiro ( para um amigo ao lado)-Eu sou o quê?

Amigo- Moreno?

Brasileiro -Mas ouvir falar que meu avô era índio

Amigo – Você tem olho puxado…

Brasileiro Mas meu cabelo é liso

Amigo -Liso?

Brasileiro -é porque eu corto curto.

Amigo- Seu nariz é achatado!

Brasileiro- Mas minha bunda é branca!

Amigo- Seu avô é negro

Brasileiro – Minha mãe diz que ele era um mulato…fino!

Censo -Branco, pardo ou negro?

Brasileiro – Diz ai que eu sou brasileiro!

(texto retirado  do espetáculo o cidadão de papel, da Cia de teatro o cidadão de papel.)

Poderia ser apenas uma cena de um espetáculo teatral, mas o texto acima faz parte das       inúmeras interrogações que os brasileiros carregam sobre sua matriz étnica.Em um país como o Brasil cujo a formação originou  da junção  de três raças.os brasileiros passam todo o tempo interrogando-se  como se estivessem na avaliação de um censo. Afirmar que um brasileiro é 100% negro ou 100% branco e até mesmo índio. chega a ser até estupidez.

É claro que dizer que é branco como grande parte o faz   é mais cômodo e mais seguro uma vez  que visto pela a sociedade o negro ainda continua sendo uma “coisa um instrumento,  objeto que fala”  e  o  índio um animal selvagem, afinal a posição do branco continua  ser de soberano. Perdendo seu posto apenas no momento de cotas onde a “valorização de  negros e índios chega a ser assustadora”. Brasileiros este nome deveria ser uma raça para um povo misto, talvez assim não existisse  o preconceito ao menos entre si.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: